Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaque

Provocações

Por Luis Fernando Verissimo
A primeira provocação ele agüentou calado. Na verdade, gritou e esperneou. Mas todos os bebês fazem assim, mesmo os que nascem em maternidade, ajudados por especialistas. E não como ele, numa toca, aparado só pelo chão.
A segunda provocação foi a alimentação que lhe deram, depois do leite da mãe. Uma porcaria. Não reclamou porque não era disso.
Outra provocação foi perder a metade dos seus dez irmãos, por doença e falta de atendimento. Não gostou nada daquilo. Mas ficou firme. Era de boa paz.
Foram lhe provocando por toda a vida.
Não pode ir a escola porque tinha que ajudar na roça. Tudo bem, gostava da roça. Mas aí lhe tiraram a roça.
Na cidade, para aonde teve que ir com a família, era provocação de tudo que era lado. Resistiu a todas. Morar em barraco. Depois perder o barraco, que estava onde não podia estar. Ir para um barraco pior. Ficou firme.
Queria um emprego, só conseguiu um subemprego. Queria casar, conseguiu uma submulher. Tiveram subfilhos. Subn…

Últimas postagens

Per Musi

Popular Musicology Online

Música Hodie

Music and Technology

Music and Politics

Mosaico

Linguagens

"Mataron a mi amiga Marielle"

Herramienta

O Novo Modelo de Segurança Pública no Rio de Janeiro: Violação ou Garantia de Direitos Humanos nas Favelas Cariocas?